As fases do isolamento social em tempos de quarentena.

As fases do isolamento social em tempos de quarentena.

O mundo vive um momento pra lá de especial. A pandemia e o chamado distanciamento social tem reflexos na saúde, na economia, no trabalho. Enfim, temos que mudar tudo o que fazíamos num prazo muito curto.

Apesar disso, também temos que cuidar da nossa saúde mental.

As fases do isolamento social em tempos de quarentena.
As fases do isolamento social em tempos de quarentena.

Em países que estão a mais tempo em isolamento social, como na Itália, algumas pessoas já conseguiram identificar três fases que atravessamos:

1a. fase: Há certa euforia. Muitas pessoas aproveitaram para passear e realizar atividades físicas ao ar livre. Sensação de estar em férias.

2a. fase: O tédio começou a dar as caras.  As pessoas começaram a cantar nas janelas e sacadas, com intuito de envolver os vizinhos, para que o sentimento fosse quebrado coletivamente.

3a. fase: Os eventos começaram a perder o sentido, ao mesmo tempo que os números de infectados e mortos aumentavam e o sentimento de tristeza ficou mais forte.

A medicina conhece estas fases há muito tempo. Igualmente descritas pela psiquiatra suíça Elisabeth Kubler Ross.

São elas: negação, raiva, negociação, depressão e aceitação.

Todos nós vamos passar por estas fases, em momentos diferentes.

A vivência do isolamento é individual. Quem está sozinho em casa se sente de um jeito. Quem está em home office mas tendo que lidar com os filhos pequenos, vai perceber de outra maneira.

Outros transtornos que podem aparecer, por exemplo, são: a ansiedade, as fobias e a hipocondria.

Contudo, naturalmente é importante ficar atendo sobre a intensidade destes sentimentos. O quanto de sofrimento eles estão causando.

Em outras palavras, se muitos intensos, devemos procurar “profissionais de ajuda” (médicos e/ou psicólogos).

Dicas para enfrentar o isolamento social:

  • Fazer coisas práticas. Por exemplo: arrumar a casa e abastecer a despensa.
  • Criar uma rotina. Bem como, ter horário para começar a trabalhar, almoçar, etc. Com a rotina tudo fica mais previsível e a ansiedade diminui.
  • Dê um tempo para se adaptar à nova realidade. Seja como for, não tenha pressa em fazer cursos e outras atividades que são oferecidas on line.
  • Filtre as informações. Tanto em quantidade como em qualidade. Além disso, escolha um horário e uma fonte de informação segura
  • Procure um novo projeto para trabalhar. Seja produtivo em algo que te dê motivação e exija esforço.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Você tem dúvidas sobre ginecologia e/ou obstetrícia?

Escreva-nos! Suas informações são sigilosas e protegidas.

Utilize seus dados verdadeiros, para que possamos responder seu contato.

Leia também.

Open chat
1
Olá. Podemos te ajudar?