Parto Humanizado é sempre parto normal?

Por estes dias fiz parto cesariano de paciente que acompanho há alguns anos.

Na verdade, fiz o primeiro parto desta paciente há 8 anos.

Sou seu médico deste então. Durante o pré-natal comentei com a paciente sobre qual parto ela pretendia ter. Se normal ou operação cesariana.

Parto Humanizado é sempre parto normal?

Parto Humanizado é sempre parto normal?

Decisão dela e do marido, que a acompanhou em todas as consultas, foi pela cesariana.

Os argumentos que o casal usou foram:

  • Preferiam o agendamento do parto, visto que tinham filho mais novo em casa e tinham que programar com quem o deixariam;
  • Como não moravam perto da maternidade, havia a preocupação de alguma emergência, como sangramento ou rotura prematura das membranas (“romper bolsa”) e numa cidade difícil como São Paulo, não conseguiram chegar ao hospital;
  • Por fim, preferiam também passar o final de semana na maternidade, receber as visitas e depois descansarem durante a semana na própria casa.

Vejam que citei vários argumentos, todos razoáveis, mas nenhuma indicação médica para parto cesariano.

Obviamente expliquei as vantagens do parto normal, como a recuperação mais rápida e o fato de ser um processo mais fisiológico.

Mas no final a decisão ficou mesmo pela cesariana.

E agora entro na análise propriamente dita: a paciente ficou infeliz com a escolha? Não, muito pelo contrário. Ela e o marido ficaram muito contentes com a opção do parto. Claro que o nascimento de um filho impacta a vida de uma família. Eles tiveram as opções e tempo para decidir.

Parto Humanizado é sempre parto normal?

Sempre há uma preocupação natural em relação à anestesia, à incisão, à cicatriz, à dor pós operatória.

Mas ao dar alta para a paciente perguntei se ela estava feliz com a decisão e ela respondeu que sim! Que faria tudo de novo!

No final de tudo o que vale é a boa experiência da família e a confiança depositada na equipe médica. A interação com o obstetra de sua confiança no parto é fundamental.

Talvez no passado quando as mulheres tinham mais filhos e muitas vezes os partos eram domiciliares, este vínculo de confiança não existisse.

Mas hoje em dia, são poucos nascimentos por casal.

Tenho certeza que não vale a pena passar por este momento nas mãos de um profissional desconhecido.

Mas isto já é assunto para outro post.

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Você tem dúvidas sobre ginecologia e/ou obstetrícia?

Escreva-nos! Suas informações são sigilosas e protegidas.

Utilize seus dados verdadeiros, para que possamos responder seu contato.

Leia também.

Iniciar conversa!
1
Podemos lhe ajudar?
Olá. Podemos te ajudar?