Riscos e cuidados nos primeiros 3 meses de gravidez.

Riscos e cuidados nos primeiros 3 meses de gravidez.

Toda vez que atendo paciente no consultório com gravidez inicial percebo a alegria na paciente e em seus acompanhantes na consulta.

Que bom ! De fato poder gerar uma nova vida se constitui uma emoção incrível.

Mas não posso deixar de ser realista: nem toda gestação inicial obrigatoriamente leva a um nascido vivo, infelizmente.

Riscos e cuidados nos primeiros 3 meses de gravidez.
Riscos e cuidados nos primeiros 3 meses de gravidez.

E quando alguma coisa não vai bem , muitas vezes nos primeiros 3 meses de gestação já temos indicativo.

Nem todo embrião é saudável do ponto de vista genético.

Assim, acredita-se que pelo menos 30% dos embriões formados tenham alguma alteração genética. Muitas delas incompatíveis com a vida.

São casos que evoluem para o que chamamos de abortamento espontâneo.

E este fato, muitas vezes doloroso, independe da vontade do médico e da família.

Não deixa de ser um mecanismo de seleção natural.

Também bastante comuns são os episódios de sangramento, muitas vezes causado por descolamento placentário. O embrião está bem e é viável.

O diagnóstico é feito através de ultra sonografia e causa bastante apreensão na família.

Geralmente indico repouso, abstinência sexual e uso de medicamentos específicos.

São quadros em sua maioria benignos e que não costumam interferir na evolução da gravidez.

Riscos e cuidados nos primeiros 3 meses de gravidez. Mas sem dúvidas a queixa mais comum no início da gestação relaciona-se aos enjôos.

Podem causar  grandes desconfortos mas não interferem na evolução da gravidez.

Raras vezes há necessidade de internação da gestante, apesar de ser uma situação possível.

Normalmente oriento  dieta mais “seca” (bolachas e torradas), fracionar a alimentação (comer várias vezes ao dia , pequenas quantidades de comida) e eventualmente fazer uso de medicação específica.

Não há medicamento que resolva de imediato o problema. Existem várias alternativas seguras mas que podem causar alguns efeitos colaterais.

A consulta médica presencial é muito importante para esclarecer as dúvidas da gestante e de seus familiares.

E por fim , algumas gestantes também referem dor na região pélvica, sem outros comemorativos. Este quadro doloroso muitas vezes se explica pelo próprio crescimento uterino, com a tração de seus ligamentos.

E vc ? Descobriu que está grávida ? Agende sua consulta.

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Você tem dúvidas sobre ginecologia e/ou obstetrícia?

Escreva-nos! Suas informações são sigilosas e protegidas.

Utilize seus dados verdadeiros, para que possamos responder seu contato.

Leia também.

Open chat
1
Olá. Podemos te ajudar?