TPM: como diminuir os sintomas?

TPM: como diminuir os sintomas ?

Oi pessoal, ao longo dos meus anos de prática confesso que o assunto TPM já esteve mais “na moda “.

TPM: como diminuir os sintomas?
TPM: como diminuir os sintomas?

Há 25 ou 30 anos parece que havia uma necessidade de tratamento dos sintomas  mais imperativa.

Não sei bem o que aconteceu mas notaram que este tema não tem chamado tanta atenção  da mídia?

E as  alternativas de tratamento?  Vitaminas, diuréticos e calmantes os mais variados. Isolados ou prescritos em conjunto.

Muitas vezes sem efeitos práticos e outras tantas mais atrapalhando a paciente do que ajudando.

Dá para entender a dificuldade de entender este quadro (TPM), que pode  se manifestar por mais de cem (100!) sintomas diferentes.

Ainda não mais tão falado na mídia, o diagnóstico persiste através destes anos todos.

Sim! Continuo recebendo pacientes com queixa de piora do humor, inchaço, dor mamária,etc que pioram no período pré-menstrual e que melhoram com a menstruação.

TPM: como diminuir os sintomas?
TPM: como diminuir os sintomas?

E este é um aspecto fundamental no diagnóstico diferencial:  os sintomas melhoram quando a mulher menstrua !

Reforço este aspecto porque atendo e atendi mulheres com depressão ou outras doenças do humor cujo quadro psicológico não se relaciona com o ritmo menstrual. E hoje em dia tudo vira “TPM”.

Recentemente, no elevador de um prédio vi uma filha de 10 ou 11 anos, numa discussão com a mãe perguntar: ” está de TPM? “.

A filha nem sabia o que falava. Ela própria nem  havia menstruado. Mas já relacionava o humor da mãe à TPM. Tempos estranhos…

Enfim, é fato que nos grandes centros urbanos em que a maioria de nós vive, fatores como stress, ansiedade e medo estão cada vez mais presentes.

Sem me preocupar aqui em resolver as causas do nosso padrão de vida estressante, sugiro buscar soluções.

TPM: como diminuir os sintomas?
TPM: como diminuir os sintomas?

Realizar atividade física regular, procurar dieta equilibrada, ter boas horas de sono recuperador, buscar de fato viver em harmonia no trabalho e com a família devem ser metas que todos devemos buscar.

As dificuldades do dia a dia sempre aparecerão, mas tentar resolver os problemas com serenidade sempre é bom.

Nos casos em que a paciente perceba que as dificuldades estão incomodando, seja devido à TPM ou não, buscar um profissional é bom.

O ginecologista que funciona como clínico da mulher, mas pode ser a porta de entrada para este acompanhamento.

Gostou deste artigo?

Ficou com alguma dúvida. Se sim, Agende sua consulta !

 

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Você tem dúvidas sobre ginecologia e/ou obstetrícia?

Escreva-nos! Suas informações são sigilosas e protegidas.

Utilize seus dados verdadeiros, para que possamos responder seu contato.

Leia também.

Iniciar conversa!
1
Podemos lhe ajudar?
Olá. Podemos te ajudar?